domingo, 4 de setembro de 2011

MÊS DA BÍBLIA


Todo este mês de Setembro é dedicado a Sagrada Escritura, a Bíblia.
Mas você sabe por quê?
Setembro é conhecido, como "Mês da Bíblia". Porque no dia 30 de setembro comemoramos a festa de São Jerônimo. Foi ele quem, no século IV, foi responsável, a pedido do Papa Dâmaso I, pela tradução dos textos bíblicos originais (hebraico, aramaico e grego) para a língua latina. Este célebre trabalho recebeu o nome de "Vulgata". A Igreja considera São Jerônimo como patrono dos estudos bíblicos. (Fonte: Arquidiocese Feira de Santana)

 

A Bíblia foi escrita pelos homens, mas foi uma inspiração de Deus! Ele utilizou dos homens para que escrevessem toda a história da salvação, inspirados pelo Espírito Santo de Deus. Por isso dizemos que quem escreveu foi o próprio Deus!




Ela é a carta de Deus deixada a nós que somos seus filhos. Na Bíblia a gente pode encontrar direção pra tudo o que acontece em nossa vida. Você não precisa ler a Bíblia inteira de uma só vez só... Pode ler um pouquinho a cada dia... Além do mais, você pode ler a Bíblia para Crianças que tem desenhos e ajuda você a entender melhor a Palavra de Deus!


 
Neste mês somos todos convidados a falar de Jesus para quem ainda não o conhece, você não sabe como fazer isto? Então, vou dar algumas dicas:
- Escreva bilhetinhos com passagens da Bíblia e entregue para as pessoas,
- Leia a Bíblia, um pedacinho do Evangelho, para quem não tem a Bíblia,
- Faça um desenho bem bonito e escreva como Jesus nos ama e Ele nos ama tanto que deu sua vida por nós na cruz, mas Ele ressuscitou e está no meio de nós,
- Ser bem comportado, fazendo sempre o bem, sendo responsáveis em casa, na escola, na comunidade que você participa. Assim, podemos evangelizar com o exemplo da nossa própria vida.
Viu?! Não é tão difícil, todos nós podemos evangelizar e até mesmo as crianças. Jesus precisa ser conhecido por muitas pessoas e principalmente: ser amado!  



OS DEZ MANDAMENTOS

A BÍBLIA NA VIDA DOS PEQUENOS EVANGELIZADORES

Encontrei este material e adorei!!!
São perguntas que geralmente as crianças fazem.

Que bom estarmos novamente juntos, amiguinhos. Espera aí, antes a nossa saudação: de todas as crianças do mundo, sempre amigos! Fico muito feliz por encontrar vocês. Acredito que estamos percorrendo um caminho muito bonito, não acham? Por isso precisamos comunicar às outras crianças a alegria de participarmos da Infância Missionária. Lembram do nosso papo do mês passado? Falávamos da vocação, do chamado que Deus nos faz para a missão de evangelizar. E para levarmos a Palavra de Deus para as outras crianças, é preciso antes conhecê-la e amá-la. O mês de setembro vai nos ajudar, pois a Igreja dedicou este mês à Bíblia.
A BÍBLIA
Confesso para vocês que todos os dias eu leio um trecho da Bíblia. Isso é muito bom e me ajuda a saber o que Deus quer que eu faça durante o dia na escola, com meus amigos e na minha família. Outro dia, estava com a Bíblia na mão e vieram-me algumas dúvidas que me deixaram inquieto. Logo fui pedir ajuda ao Frei Carlos Mesters, um grande estudioso da Bíblia, e aproveitei para fazer uma entrevista. Vejam o que ele me respondeu:
- Em que língua a Bíblia foi escrita Frei Carlos? Ela foi escrita originalmente em três línguas: Hebraico, Grego e Aramaico. Mas o novo testamento foi escrito todo em língua grega. A Bíblia que nós temos, Ninho, é uma tradução daquela língua.
- Quando a Bíblia foi escrita? Preste atenção: ela não foi escrita de uma só vez, ela vem de longe. Os primeiros livros foram escritos mais ou menos 1250 anos antes de Jesus nascer e os últimos quase 100 anos depois de Jesus.
- Frei Carlos, onde a Bíblia foi escrita? Ela foi escrita em diferentes lugares: Palestina, Babilônia, Egito, Ásia Menor, Grécia, Itália... Para chegar até nós, a Bíblia teve que ser transmitida, escrita por autores sagrados e, finalmente, traduzida para nós.
- Quem a escreveu? Não foi uma única pessoa que escreveu a Bíblia, Ninho, mas muitas pessoas, inspiradas por Deus, é claro, deram a sua contribuição. Eram homens e mulheres, jovens e velhos, pais e mães... todos unidos para construir um povo mais irmão.
- Mas, por que foi escrita a Bíblia? Ela foi escrita para manter o povo no caminho de Deus, animando-o a lutar contra tudo aquilo que vai contra o seu projeto. Já o Novo Testamento teve um motivo a mais: anunciar a presença de Jesus Cristo em nosso meio, suas palavras e milagres.
Mas não foi só isso que ele me disse não, ele me explicou como hoje ela é formada. Como sou um bom desenhista, modéstia a parte, fiz um desenho que vocês vão entender logo como a Bíblia é formada. (desenho abaixo)
O VALOR DA PALAVRA
Turma, muitas vezes vocês vão ouvir outras pessoas chamarem a Bíblia de “Palavra de Deus”, “Sagrada Escritura”, “Livro Sagrado”... Não se preocupem, todos estes nomes se referem à Bíblia e todos eles querem explicar melhor o que é e o valor que tem a Palavra de Deus.
O Mês da Bíblia é muito importante para nós cristãos. Nestes trinta dias as comunidades se aproximam mais deste Livro que é a própria voz de Deus que nos fala. Muitas pessoas lembram que há tempo não a lêem mais e finalmente a tiram da gaveta para colocá-la ao lado da cama ou num lugar onde todos da família possam lê-la e meditá-la.
Nós, da Infância Missionária, temos uma responsabilidade muito séria: somos pequenos, mas grandes evangelizadores e a Palavra de Deus é a nossa principal ferramenta. Como diz o nosso amigo Dom Orlando Brandes: “A Palavra de Deus é como martelo que destrói o mal e reconstrói o bem... É como luz que orienta os caminhantes... É como o ouro e a prata, cujo preço é inestimável”.


Criança missionária sempre lê a Palavra de Deus
Vocês lembram daquele versículo da Bíblia que diz: “Nem só de pão o homem viverá, mas de toda palavra que vêm da boca de Deus.”? Essa frase que Jesus repetiu no deserto quando estava sendo tentado, confirma que o mais importante na vida de uma pessoa, não é o dinheiro, a bicicleta, a roupa ou qualquer outra coisa, mas sim tudo aquilo que vêm de Deus.
Por isso, amiguinhos, em nossas vidas, a Palavra de Deus tem que ter um lugar especial. Ler e meditá-la diariamente com a ajuda do papai, da mamãe ou mesmo de um irmão mais velho, é muito importante, pois nos orientará no caminho certo, longe da violência e das drogas.
UMA CARTA DE AMOR
Quero contar-lhes um segredinho: a Bíblia conta que o nosso Deus é apaixonado por nós. Ele nos ama tanto, mais tanto mesmo, que chegou a pedir para seu Filho Jesus vir morar junto de nós. É por isso que podemos chamar a Bíblia de “Carta de Amor”.
E como é gostoso nós lermos cartas de amor, não é mesmo? Eu lembro das cartinhas que minha mamãe escreve e coloca no meio dos meus cadernos. Eu até choro de tanta alegria quando ela escreve: “Te amo de montão, meu filhão!”
Também quando lemos a Palavra de Deus sentimos muita alegria, pois Deus não se cansa de dizer que nos ama. É através desta Carta que o Papai do céu diz: “Eu amo você com amor eterno!” (cf. Jr 31,3). Um abração, meus amiguinhos!
Ninho-ninho@missaojovem.com.br

DINÂMICA
A palavra que transforma
OBJETIVO
Fazer o grupo refletir de que forma assimilamos a Palavra de Deus.
MATERIAL
Uma bolinha de isopor, um giz, um vidrinho de remédio vazio, uma esponja e uma vasilha com água.
DESENVOLVIMENTO
Explicar que a água é a Palavra de Deus e os objetos somos nós.
1.º Distribuir um objeto para cada criança e depois colocar a bolinha de isopor na água. Refletir : o isopor não afunda e nem absorve a água. Como nós absorvemos a Palavra de Deus? Somos também impermeáveis ?
2.º Mergulhar o giz na água. Refletir: o giz retém a água só para si, sem repartir. E nós?
3.º Encher de água o vidrinho de remédio. Despejar toda a água que ele se encheu. Refletir: o vidrinho tinha água só para passar para os outros, mas sem guardar nada para si mesmo. E nós ?
4.º Mergulhar a esponja e espremera água. Refletir: a esponja absorve bem a água e mesmo espremendo ela continua molhada.
Iluminação Bíblica: Is 40,8; Mt 7,24; 2Tm 3,16

ATIVIDADES SOBRE A BÍBLIA


Pessoal, selecionei algumas atividades sobre a bíblia. Aproveitem!!!







Dinâmica do Pic-Nic : Vamos fazer um pic-nic?
O que você deve levar para o lanche? Está em dúvida? A Bíblia lhe oferece boas sugestões:
Sanduíche é o que não pode faltar nesta ocasião. Para fazê-lo, você precisa de: _______________ __________(Ecl 11,1). O Recheio poderá ser de ____________________(Mt 23,37), ____________________(Ez 36,26) ou ____________________(1Sm 17,18). Se quiser, poderá levar também alguns ____________________(Jó 12,8).
Você também poderá fazer conservas, pois você tem _______________________(Nm 11,5), ____________________, tempero e ____________________(Mt 5,13).
O que não pode faltar também são os _______________________(Pr 10,16) da terra.
Veja que delícia: ____________________(Pr 25,11), ______________________(Gn 40,10) ____________________(Nm 11,5).
Você não deverá levar ____________________(Jo 2,3) para não ficar __________________(Is 28,3 no singular), mas poderá substituí-lo por refrigerante e saboreá-lo com deliciosos ____________________(1Sm 30,12).
Não dará para levar sorvetes pois derreteria, mas para matar a cede, há duas opções ____________________(Mt 10,42) e ____________________(Hb 5,13).
Para diversificar o seu lanche, leve também alguns __________________(2Sm 13,8).
Se você não tiver catchup para colocar no sanduíche pode substituí-lo por ______________________
(Mc 4,31). Você vai precisar de uma ____________________(Gn 40,17) para carregar tudo isso. Não se esqueça de levar os ____________________(Ex 37,16) ou ____________________(Gn 40, 11), a ____________________(Jos 5,2) para descascar as frutas.
Ah, não se esqueça de uma linda ____________________(Jo 13,4).
Desejamos a você um bom passeio, que você divirta-se e que________________ bem (Nm 6,24).


SETEMBRO - MÊS DA BÍBLIA


INTRODUÇÃO
Através deste pequeno trabalho elaborado, você poderá conhecer um pouco mais sobre este livro, que desperta o interesse de tantas pessoas: a Bíblia.
O USO DA BÍBLIA NA CATEQUESE
"Tua Palavra é lâmpada para os meus pés, Senhor. Luz para o meu caminho" (Sl 119, 105)
Costuma-se dizer que a Bíblia é o principal livro da catequese, a mais importante fonte do processo de evangelização. Isso é fácil de entender, pois sabemos que a Bíblia é, para nós, Palavra de Deus. Se, na catequese, o que se pretende é ajudar o catequizando a realizar o seu encontro com Deus, fica clara a importância da Palavra de Deus, por meio da qual se realiza esse encontro.
A catequese deve, portanto, ser centrada na Palavra de Deus. O catequizando deve aprender a escutar a Bíblia e deve ser incentivado a vivenciá-la. Por meio da Palavra, Deus se comunica conosco e nós nos comunicamos com Ele.
COMO CONHECER A BÍBLIA
O que é a Bíblia?

Bíblia é uma palavra de origem grega e quer dizer “coleção de livros” O que, aliás, está muito correto, pois, na verdade, a Bíblia é formada por 73 livros, escrita em lugares e épocas diferentes. Muito embora a Bíblia tenha sido inspirada pelo Espírito Santo, foi escrita por homens escolhidos por Deus que, com sua cultura, sua época e sua fé, colaboraram para que Deus se revelasse à humanidade.
Seus autores são muitos, também chamados autores sagrados, porém o principal Autor Sagrado é DEUS. A Bíblia é conhecida ainda por outros nomes, tais como Sagradas Escrituras, Livro Sagrado, Palavra de Deus, e outros. Nela encontramos a história da nossa salvação e a história do grande amor de Deus por todos os homens. Por isso, seus ensinamentos são muito importantes. Eles são como a luz: iluminam e fortalecem os nossos passos para seguirmos o caminho do bem. Assim, tornamo-nos amigos de Deus e amigos uns dos outros.
Todas as narrações bíblicas foram primeiramente vividas e oralmente transmitidas e só posteriormente escritas. Este período durou aproximadamente 900 anos e tem o nome de Tradição Oral.


MAGISTÉRIO DA IGREJA:
Só o magistério da Igreja pode interpretar e transmitir a Revelação Divina, cuja autoridade é exercida aos bispos em comunhão com o Papa.
O magistério está a serviço das Palavras de Deus. Ensina aos homens o que foi transmitido por Deus.

História da Bíblia
Saiba como começou o processo da escrita da Bíblia
Milênios de história reunida em um único livro. Exortações, parábolas, ensinamentos de sabedoria, rastros de culturas milenares. O livro das lutas, desobediências e conquistas do povo escolhido. O livro da revelação. A fé cristã sustenta que Deus, autor e inspirador dos textos sagrados, sabiamente, dispôs que o Novo Testamento estivesse escondido no Antigo. E o Antigo se tornasse plenamente claro no novo.
A história do povo de Deus começa com Abrãao, entre os séculos XIX e XVII a.C.. O que se passou com Abrãao e os patriarcas, a princípio, começou a tomar corpo mediante a tradição oral - os filhos que ouviam dos pais as histórias de seus antepassados.
Os textos da Bíblia começaram a ser escritos desde os tempos anteriores a Moisés (1200 a.C). Escrever era uma arte rara e cara, privilégio de poucos.
No Monte Sinai (península montanhosa e desértica no Egito), Deus revela a Moisés os Dez Mandamentos, ele foi o primeiro codificador das leis e tradições orais e escritas de Israel. Os princípios vindos de Moisés tornaram-se as bases do culto e da moral do povo.
"O Sinai encontra-se no deserto e Deus fala no deserto. Um lugar que não pertence a ninguém, um lugar misterioso.
Os autores, inspirados por Deus, redigiam os textos segundo sua mentalidade e em sua própria língua.
Os idiomas que Deus quis se servir para falar aos homens foi: o hebraico ( para praticamente o AT inteiro, o aramaico (alguns livros) e o grego ( para o A T escrito pelos setenta, e para quase todo o NT)
A Bíblia terminou de ser escrita por volta do ano 100 d.C., com o Apóstolo João Evangelista (que escreveu o Apocalipse).
As traduções foram registradas, primeiramente, em pedra. Em seguida, por longos séculos, os manuscritos foram transmitidos em papiro e, depois, em pergaminhos, que são feitos com pele de animais.
Com o tempo, foram surgindo as traduções. Hoje em dia, a Bíblia é o livro mais traduzido no mundo inteiro. Isso foi graças ao esforço de muitos estudiosos da época. São Jerônimo é um grande exemplo disso, ele foi quem traduziu a Bíblia para o latim. Pouco a pouco, logo após a tradução para o latim, a Bíblia foi sendo traduzida em mais e mais línguas. Até chegar ao que temos hoje: o livro mais lido mundialmente.
Os monges preservaram esses escritos até o advento da era moderna, quando iniciou o processo de impressão.
Johannes Gutenberg, inventor alemão, foi o primeiro a produzir uma versão impressa da Bíblia no século XV.
OBS: A 'tradução dos 70' ou tradução Alexandrina é uma das versões mais antigas da Bíblia. Segundo a tradição, este trabalho teria sido realizado por 70 sábios da antiguidade.

Conta tradição que o rei Ptolomeu II (Alexandria)querendo possuir na sua biblioteca um exemplar dos livros sagrados dos judeus, pediu ao sumo sacerdote Eleázaro de Jerusalém os
Tradutores. Eleázaro enviou 6 sábios de cada uma das tribos de Israel (72 sábios) para Alexandria. Estes ficaram em 72 cubículos individuais e no final os 72 textos gregos do Antigo Testamento estavam idênticos. Consideraram um milagre!

 O CÂNON – A DIVISÃO DA BÍBLIA
Foi a tradução apostólica que levou a Igreja a decidir quais os escritos que deviam ser contados na lista dos livros sagrados. Esta lista é chamada de:
Cânon = catálogo
Canônico =Livro catalogado
Os livros escritos dentro do seio da comunidade dos judeus, são  chamados
PROTOCANÔNICOS ( catalogados em primeiro lugar)
DEUTEROCANÔNICOS (catalogados em segundo lugar)
 São sete livros que os judeus de Jerusalém não reconheceram como verdadeiros porque eles afirmam que:
- Só podem ser escritos dentro de Israel
- Só podem ser escritos em hebraico
- Só podem ser escritos antes de Esdras
O Cânon Católico, porém compreende 46 livros do Antigo Testamento, porem  tanto a Bíblia Católica como a Bíblia Protestante deve ser considerada Palavra de Deus!
A única diferença que há entre elas, é em relação ao número de livros, ou seja, a Bíblia Protestante possui os sete livros acima mencionados a menos do que a Bíblia Católica. Esses livros são os seguintes: Tobias, Judite, I Macabeus, II Macabeus, Eclesiástico, Sabedoria e Baruc. A Bíblia Protestante também não contém as seguintes citações do Antigo Testamento: Dn 13-14 ; Est 10,4-16,24.



A divisão da Bíblia
A Bíblia é dividida em duas partes, o Antigo Testamento  e o Novo Testamento .
O Antigo Testamento contém 46 Livros que narram historia de um povo escolhido por Deus, o povo de Israel e foram escritos antes de Cristo (a.C) e correspondem a Primeira Aliança.
O Novo Testamento contém 27 Livros que narram a vida de Jesus e das primeiras comunidades cristãs. Contam a história do novo Povo de Deus e foram escritos depois de Cristo(d.C.). Correspondem à Nova Aliança.
LIVROS DO ANTIGO TESTAMENTO


Pentateuco São os cinco primeiro livros.
Eles contém a LEI DA PRIMEIRA ALIANÇA. São também chamados de TORÁ que quer dizer LEI.
São eles: (Gn.)Gênesis, (Ex.)Exodo,(Lv.)Levitico, (Nm.)Números e(Dt.) Deuteronômio.

GÊNESIS – (ORIGENS) o povo faz suas reflexões sobre as origens de sua história como Povo de Deus a partir da consciência que eles têm do Deus que é fiel e que caminha com ele.
EXODO –(SAÍDA) Narra a saída do povo hebreu do Egito sob a liderança de Moisés e Abraão.
LEVÍTICO –(LEVITA) Traz reflexões, leis referentes ao culto (os Levitas) e as obrigações dos sacerdotes do Templo.Observamos o recenseamento.
NÚMEROS –(LISTA) Este livro começa contando o número de habitantes de Israel. 
DEUTERONÔMIO – (SEGUNDA LEI) Traz as reflexões sobre a releitura da lei e sua nova proclamação. Faz um convite de conversão e penitência.


Os Livros Históricos: São 16 livros históricos e narram a história da FORMAÇÃO DO POVO, com a vida, os nomes, as lutas e a fé de seus heróis e do próprio povo. São eles:
Josué - Juizes - Rute - I Samuel - II Samuel - I Reis - II Reis - I Crônicas - II Crônicas  I Esdras - II Esdras ou Meemias - Tobias - Judite - Ester - I Macabeus e II Macabeus.
Josué (narra a entrada do povo de Deus na Palestina)
Juizes (narra a conquista da Palestina)
I e II de Samuel (relatos da época de Saul e Davi, continuação da conquista)
I e II dos Reis (relatos sobre Salomão e seus sucessores)
I e II das Crônicas (continuação dos relatos sobre os outros Reis)
I e II dos Macabeus (continuação do período dos Reis)
Livro de Rute (faz alusão ao universalismo. Noemi era pagã e se inseriu no povo de Deus).
 Livro de Tobias, Livro de Judite, Livro de Ester (pertencem ao gênero de contos. São livros do tempo do exílio, quando se apresentavam exemplos de abnegação ao povo oprimido, convidando-os a suportar o sofrimento).
Os Livros Sapienciais: São 7 livros sapienciais. Nestes livros encontramos reflexões e expressões de sabedoria, poesias, cantos, orações, hinos e provérbios, nos quais o povo registra seus sentimentos e expressa sua sabedoria tirada da experiência da vida.São eles:
Livro de Jó (do gênero conto, procura demonstrar que não só os bons são felizes. Tem por objetivo combater uma idéia comum de que só os ricos eram os abençoados por Deus )
 Livro dos Salmos (coleção de cantos litúrgicos).
Eclesiastes ;Eclesiástico; Provérbios, Sabedoria e Cântico dos Cânticos. São reflexões de cunho acentuadamente humanístico, aproveitamento do saber oriental.
Os Livros Proféticos: São 18 livros proféticos. Estes livros trazem a mensagem, a ação e alguns dados sobre a vida dos profetas.
Livro de Isaías (cap.l a 39 são do próprio escritor; cap. 40 a 55 são de discípulos; cap.56 a 66 são de outros escritores posteriores)
Livro de Jeremias (ditado por este a Baruc, seu secretário)
Lamentações, Baruc,
Livro de Ezequiel (um dos profetas maiores)
Livro de Daniel (tem um conteúdo apocalíptico )
Profetas Menores: Oséias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias, Malaquias (chamados menores não com relação à sua importância, mas ao tamanho de seus escritos).



LIVROS DO NOVO TESTAMENTO
 Evangelho é uma palavra da língua grega que significa BOA NOVA ou BOA NOTICIA.São quatro os Evangelhos:
(Mt) Mateus –(Mc) Marcos –(Lc) Lucas – (Jô)João. 

  1. EVANGELHOS SINOTICOS - (Mateus, Marcos e Lucas – são assim chamados porque, colocados em colunas paralelas pode-se perceber muita semelhança entre eles Mc.3,14, Mt.10,5, Lc.6,13. Já o estilo evangelho de João difere destes.
  2. Evangelho de João (maior desenvolvimento teórico, influência filosófica de época)
  3. Os Atos dos Apóstolos: Este livro narra sobretudo a reflexão de Lucas sobre os Apóstolos, mas especialmente de Pedro e Paulo. Descreve, também, um pouco da organizaçao e das dificuldades de algumas das primeiras comunidades cristãs e reflete sobre isso com o olhar de Deus (narram a missão dos apóstolos após a Ressurreição de Cristo)
  4. As Cartas: chamadas também de epístolas de São Paulo (historicamente, os primeiros escritos do NT).
  5. São elas: I Romanos - II Romanos - I Coríntios - II Coríntios - Gálatas - Filipenses - Colossenses - I Tessalonicenses - lI Tessalonicenses - I Timóteo - II Timóteo - Tito - Filêrnon - Hebreus -
  6. Epístolas Católicas - Tiago - I Pedro - II Pedro – Judas: dirigidas a todos os fiéis, por isso, universais.
  7. Apocalipse I João - II João - III João (escrito por João, na base de códigos, símbolos).
Outra divisão importante é a que diz respeito aos capítulos e versículos.

COMO MANUSEAR A BÍBLIA
Para aprender a manusear a Bíblia, devemos antes de tudo, saber o que são capítulos e versículos. Os capítulos são as divisões que encontramos nos livros sagrados, os capítulos são denominados por algarismos. Normalmente, os capítulos aparecem em números grandes. Os versículos são as divisões que encontramos dentro dos capítulos, sua função é de auxiliarmos na localização das frases bíblicas. Normalmente, os versículos aparecem em números pequenos, que estão obrigatoriamente no meio do texto bíblico.
PONTUAÇÃO BÍBLICA
A Pontuação Bíblia vem a ser a forma que encontramos para manusear a Bíblia com maior facilidade. As principais pontuações bíblicas são as seguintes:
vírgula  separa capítulo de versículo. Exemplo: Dn 3,5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 5)
hífen  equivale ao "até". Exemplo: Dn 3,1-5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo de 1 até 5)
ponto mostra versículos alternados. Exemplo: Dn 3,1.3.5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1, versículo 3 e o versículo 5)
"s"  mostra a continuação de um versículo. Exemplo: Dn 3,1s (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1 e 2).
"ss"  mostra a continuação de dois versículos. Exemplo: Dn 3,1ss (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1, 2 e 3).
Essas são as principais pontuações bíblicas, que normalmente usamos para manusear mais facilmente a Bíblia.

ABREVIAÇÔES BÍBLICAS
 As abreviações bíblicas, tem como finalidade, facilitar na hora de especificar o livro sagrado. A maioria das Bíblias, para não dizer todas, possui uma página com todas as abreviações bíblicas, para a consulta de todos os leitores, são as abreviaturas próprias de cada livro. Localize-as na sua (nas páginas iniciais ou finais). É necessário conhecê-las bem para saber diferenciá-las e, assim, não trocar um livro por outro no momento de procurar o texto desejado. Veja, por exemplo, como algumas delas têm a escrita semelhante:
Mt (Mateus), Ml (Malaquias). No entanto, esses dois livros são totalmente diferentes. Mt pertence ao Novo Testamento e Ml ao Antigo.
E agora, para treinar melhor o que aprendemos sobre as abreviaturas e as divisões da Bíblia, vamos fazer juntos a leitura desta citação: Lc, 5,1-11 (Lucas, capítulo 5, versículos de 1 a 11).
É bom lembrar que o número que vem logo após a abreviatura representa o capítulo e os
números seguintes indicam os versículos.
 

Nenhum Livro da Bíblia foi escrito com os capítulos numerados. Quem teve a ideia de dividir a Bíblia em capítulos foi Estevan Langton arcebispo de Cantuária, professor na Universidade de Paris, em 1214 d.C. Em 1551 Robert Etiene. redator e editor em Paris, fez a experiência dividindo o NT da língua grega em versículos.
EXERCÍCIO: Leia e compare os versículos:

Mc.3,14 "Designou 12 entre eles para ficar em sua companhia"

Mt.10,5 "Estes São os 12 que Jesus enviou em missão, após lhes ter dado instruções"

Lc.6,13 "Ao amanhecer, chamou os seus discípulos e escolheu doze dentre eles que chamamos de Apóstolos"

SETE CHAVES PARA LER E CONHECER A BÍBLIA
Primeiro passo para conhecer a Bíblia é ler a própria Bíblia.
Você tem Sete Chaves que abrem o seu coração para ler a Bíblia de forma libertadora, agradável e correta. Estas chaves são fáceis de se encontrar, pois elas estão simbolizadas em seu próprio corpo.
Com as "Sete Chaves" você encontra a Palavra de Deus que está na Bíblia e na vida e entenderá melhor o sentido escondido atrás das palavras.
Veja só:

1) Pés: Bem plantados na realidade.

Para ler bem a Bíblia é preciso ler bem a vida, conhecer a realidade pessoal, familiar e comunitária do país e do mundo. É preciso conhecer também a realidade na qual viveu o Povo da Bíblia. A Bíblia não caiu do céu prontinha. Ela nasceu das lutas, das alegrias, da esperança e da fé de um povo (Ex 3,7).

2) Olhos: Bem abertos.
Um olho deve estar sobre o texto da Bíblia e o outro sobre o texto da vida. O que fala o texto da Bíblia? O que fala o texto da vida? A Palavra de Deus está na Bíblia e está na vida. Precisamos ter olhos para enxergá-la.

3) Ouvidos: Atentos, em alerta.
Um ouvido deve escutar o chamado de Deus e o outro escutar o seu irmão.

4) Coração: Livre para amar.
Ler a Bíblia com sentimento, com a emoção que o texto provoca. Só quem ama a Deus e ao próximo pode entender o que Deus fala na Bíblia e na vida. Coração pronto para viver em conversão.

5) Boca: Para anunciar e denunciar.
Aquilo que os olhos viram, os ouvidos ouviram e o coração sentiu a palavra de Deus e a vida.

6) Cabeça: Para pensar.
Usar a inteligência para meditar, estudar e buscar respostas para nossas dúvidas. Ler a Bíblia e ler também outros livros que nos expliquem a Bíblia.

7) Joelhos: Dobrados em oração.
Só com muita fé e oração dá para entender a Bíblia e a vida. Pedir o dom da sabedoria ao Espíri to Santo para entender a Bíblia.

Regras de ouro para ler a Bíblia

1) Leia-a todos os dias.
Quando tiver vontade e quando não tiver também. É como um remédio, com ou sem vontade tomamos porque é necessário.

2) Tenha uma hora marcada para a leitura.
Descobrir o melhor período do dia para você e fazer dele a sua hora com Deus.

3) Marque a duração da leitura.
O ideal é que seja de 30 a 40 minutos, no mínimo, por dia.

4) Escolha um bom lugar.
É bom que se leia no mesmo lugar todos os dias. Deve ser um lugar tranqüilo, silencioso que facilite a concentração e favoreça a criação de um clima de oração. Se, num determinado dia, não se puder fazer o trabalho na hora marcada e no lugar escolhido, não faz mal. Em qualquer lugar e em qualquer hora devemos ler. O importante é que se leia todos os dias.

5) Leia com lápis ou caneta na mão.
Sublinhe na sua Bíblia e anote no seu caderno as passagens mais importantes, tudo o que chamar a sua atenção, as coisas que Deus falou ao seu coração de modo especial. Isto facilita encontrar as passagens qua ndo precisar delas.

6) Faça tudo em espírito de oração.
Quando se lê a Bíblia faz-se um diálogo com Deus; você escuta, você se sensibiliza, você chora. É um encontro entre duas pessoas que se amam.
"Quando oramos falamos a Deus. Quando lemos as Sagradas Escrituras é Deus quem nos fala."

Fontes: www.padrelucas.com.br/cursos.asp
D. Orani João Tempesta
www.cançaonova .com.br
Revista Família Cristã

Conclusão
Logo, chegamos ao conhecimento do que vem a ser a Bíblia e a sua importância para todos nós.Basta agora, desfrutarmos daquilo que Ela pode nos proporcionar, e principalmente, praticarmos os ensinamentos daquele cujo é o seu centro: Jesus Cristo.
"Portanto, quem ignora as Escrituras, ignora Cristo"
Por Maria Inês O.Vieira

MISSA EM AÇÃO DE GRAÇAS PELO DIA DOS CATEQUISTAS

Comemoramos o DIA DO CATEQUISTA no último domingo do mês de agosto.

PARABÉNS CATEQUISTAS!!!





















sábado, 3 de setembro de 2011

RETIRO DAS CATEQUISTAS

No último dia 21 de agosto as catequistas da RP4 da Arquidiocese de Botucatu se reuniram na Paróquia São José, em Lençóis Paulista, para um Encontro de Espiritualidade com a Irmã Ancilla Valentini. O Encontro foi organizado por virtude do mês vocacional.

Parabéns Catequistas pelo empenho e compromisso, deixando tudo, numa tarde de domingo, para ouvir a palavra de |Deus!!!