sábado, 22 de setembro de 2012

XIII SEMANA BÍBLICO CATEQUÉTICA: 3º DIA - A FÉ E A IGREJA



No dia 21 de setembro, 3º dia da semana, o tema foi A FÉ E A IGREJA

O palestrante foi o seminarista Paulo Bronzato


CONFIRA A PALESTRA DO PAULO E AS FOTOS

1ª parte da palestra
video

2ª parte da palestra
video










XIII SEMANA BÍBLICO CATEQUÉTICA: 2º DIA - A FÉ E OS SACRAMENTOS



Dia 19 de setembro, 2º dia da XIII Semana Bíblico Catequética, o tema foi: A IGREJA E OS SACRAMENTOS.

CONFIRA A PALESTRA DO PE. LUIZ GRILLO

video










XIII SEMANA BÍBLICO CATEQUÉTICA - 1º DIA: A FÉ E A ESPIRITUALIDADE


A XIII Semana Bíblico Catequética da Paróquia São Pedro e São Paulo iniciou-se no dia 18 de setembro de 2012 e contou com a presença de 26 participantes (catequistas e membros de outras pastorais da paróquia). O tema desta semana é o ANO DA FÉ que iniciará no próximo dia 11 de outubro 2012 e se encerrará em 24 de novembro de 2013. O tema foi dividido em três pontos fundamentais:

1º DIA - A FÉ E A ESPIRITUALIDADE: palestra ministrada pelo Cônego Marcelo Paes.
2º DIA - A FÉ E OS SACRAMENTOS: palestra ministrada pelo Pe. Luiz Grillo
3º DIA - A FÉ E A IGREJA: palestra ministrada pelo seminarista Paulo Bronzato


O vídeo e as fotos a seguir são do 1º dia desta semana e apesar do vídeo não ter ficado muito nítido,  
VALE A PENA OUVIR AS PALAVRAS DO CÔNEGO MARCELO

video











domingo, 2 de setembro de 2012

MÊS DA BÍBLIA 2012



Discípulos e Missionários de Jesus
A partir do evangelho de Marcos
Lema: Coragem! Levanta-te! Ele te chama! (Mc. 10,49)

A proposta para o mês de setembro de 2012 é o estudo do Evangelho segundo Marcos associada ao Projeto nacional de Evangelização: O Brasil na missão Continental. Este projeto foi elaborado pela América Latina após a Conferência de Aparecida e reassumido pela Assembléia dos Bispos do Brasil em 2011.
O Evangelho segundo Marcos foi escolhido em sintonia com o ano Litúrgico que estamos vivenciando, o qual, juntamente com o Projeto Nacional de Evangelização, nos ajudará a revisitar os escritos da Comunidade de Marcos, percorrendo os cincos aspectos fundamentais do processo de formação do discípulo missionário: o encontro com Jesus Cristo, a convenção, o discipulado, a comunhão fraterna e a missão.
O tema escolhido pela Comissão Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) é: Discípulos Missionários a partir do Evangelho de Marcos, e o lema é: Coragem!Levanta-te!Ele te chama! É a expressão presente na narrativa da cura do cego Bartimeu em Mc 10,49. È um texto relevante em Marcos, que nos mostra cada etapa do processo de discipulado e de seguimento de Jesus Cristo.
Com esse projeto da CNBB e o aprofundamento do Mês da Bíblia, damos um novo passo na nossa ação evangelizadora, em continuidade com as ricas experiências e conquistas da Animação Bíblica no Brasil, que tem por objetivo proporcionar a todos os batizados uma experiência mais profunda da fé cristã, possibilitando um encontro pessoal com Jesus Cristo vivo e, por ele, com o Pai, no Espírito Santo.

QUEM É O AUTOR?
Quem é Marcos? A tradição mais antiga o identifica com João Marcos (At 12,12), acompanhante do apóstolo Paulo (At 13,5. 13; FM 24), primo de Barnabé (CI 4,10), natural de Jerusalém. Ele era cristão convertido do judaísmo e discípulo de Pedro (1 Pe 5,13). Essa tradição remonta a Papias, bispo de Hierápolis (c. de 120-130 E.C.).
Conforme os estudos do Segundo Testamento, o evangelista Marcos ou a sua “escola” teria escrito o evangelho em Roma ou, com maior probabilidade, na região Siropalestinense, entre os anos 65 e 70, imediatamente após a destruição de Jerusalém (cf. Mc 13).
Porém não há como conhecê-lo sem ser mediante os elementos presentes no texto, como sua linguagem, estilo e outros aspectos literários. Marcos escreve de forma simples, numa linguagem muito própria à literatura popular grega. As narrativas são apresentadas de forma bem elaborada e o autor é muito cuidadoso nos detalhes.
Tudo indica que ele era um judeu-cristão de língua grega e aberto á missão universal.
O Subsídio está dividido em quatro temas, preparados para o estudo e aprofundamento destes capítulos, além de uma celebração final para a conclusão dos encontros.

No primeiro tema: O chamado dos primeiros discípulos, “Siga-me”.
O Evangelho segundo Marcos, provavelmente, foi o primeiro texto da catequese das primeiras comunidades. Ele tinha como principal finalidade responder à pergunta: “Quem é Jesus?” e ao mesmo tempo mostrar o que significa ser discípulo.
Os textos para a nossa reflexão (Mc 1,16-20; 2,13-14) têm como cenário a Galiléia. Nesta região cruzavam-se importantes estradas que se dirigiam por todas as direções. É considerada uma terra pagã, pois sua população é bem mesclada entre gregos e os povos da região, resultado de inúmeras invasões. Por isso, é vista com desprezo e desconfiança e na época chamada de a Galileia das nações ou dos pagãos. Porém, para o Evangelho de Marcos é uma região importante, visto que a maioria dos acontecimentos ocorreu na Galiléia e foi lá que Jesus passou a maior parte de sua vida e de seu ministério.

No segundo tema: Quem é Jesus? “Tu és o Messias”.
A pergunta “Quem é Jesus” (cf. Mc 8,27) é o centro do Evangelho segundo Marcos, ponto de chegada da primeira metade do Evangelho. Essa pergunta nasce da necessidade da comunidade de conhecer Jesus, para melhor segui-lo. Dentro da comunidade havia vários questionamentos sobre a pessoa de Jesus. Uns acreditavam que ele fosse João Batista; outros que ele fosse Elias; e outros, ainda, um grande profeta. Por isso o evangelista vai delineando a identidade de Jesus por meio das suas palavras, de suas ações e atividades, para que a própria comunidade pudesse responder a essa pergunta.

No terceiro tema: Coragem! Levanta-te! Ele te chama! “Mestre que eu possa ver novamente”.
Jesus atende à súplica do cego que grita por ele, não obstante à repreensão dos que o acompanhavam, e chama-o. O cego deixa o manto. Isso é revelador se considerarmos que o manto é figura da própria pessoa; era também o que ele tinha para cobrir o seu corpo, a sua segurança. Ele então deixa de lado, de algum modo, sua vida e sua segurança. Com esse gesto O evangelista indica que o cego/discípulo cumpre agora as condições do seguimento: Ele deixa tudo para seguir Jesus, aceitando carregar a cruz e disposto, se preciso for, a dar a vida.

No quarto tema: Aonde nos leva o medo? Como vencer o medo?
Lendo os últimos capítulos do Evangelho segundo Marcos, ficamos impressionados com as atitudes negativas dos discípulos em contraste com o dom total de Jesus. Os doze tinham vivido com Jesus durante um bom tempo, decididos a segui-lo até se realizar o Projeto do Reino de Deus que ele pregava. Jesus lhes tinha avisado o que os esperava: perseguição, sofrimento e morte. Mas também ressurreição.

Na celebração final, aprofundamos a fé. “A tua fé te salvou!”


Atividades para catequese

Sugestão para a 1ª semana do mês de setembro:

Quem é Jesus?
Jesus é nosso melhor amigo!
Jesus é amigo das crianças!
Jesus quer que sejamos também seus amigos!
Jesus fazia muitos milagres!
Jesus nos ensina através do Evangelho!
Explorando a Bíblia:
“Deixai vir a mim as criancinhas, porque delas é o Reino dos céus”( Mc.10,14)
 Jesus estava ensinando. Havia muita gente ouvindo Jesus ensinar. Cada vez chegavam mais pessoas para ouvi-lo. Entre as pessoas, chegaram também alguns pais com seus filhinhos.  Carregavam os nenenzinhos ao colo e seguravam as mãos das crianças maiores. Eles queriam que Jesus abençoasse seus filhos. Os discípulos não gostaram daquilo.
Disseram:
_Jesus está muito ocupado ensinando pessoas. Estas crianças vão atrapalhar. Levem-nas embora daqui! Por favor!
Ah! Jesus não gostou nada, nada mesmo daquilo.
_Deixem elas virem. Jesus sorriu e estendeu os braços. As crianças correram para junto dele. Jesus os abraçou, conversou com elas. Pôs as mãos sobre suas cabeças e as abençoou. As crianças estavam contentes, pertinho de Jesus.
Elas certamente pensaram: Jesus é nosso amigo. Nosso melhor amigo!

Como podemos ser amigos de Jesus?

Jesus quer que amemos a sua Igreja!
Jesus quer que amemos a Missa !
Jesus quer que amemos uns aos outros!
Jesus quer que cultivemos em nossos corações as sementes do bem, do amor, da partilha, do serviço, do perdão, da alegria.
Jesus quer que amemos a Eucaristia!
Jesus quer que sejamos obedientes!
Jesus quer que sejamos amigos verdadeiros!

Explorando a Bíblia:
A cura do cego Bartimeu
Marcos 10, 46-52

Bartimeu, o cego de Jericó -
Certo dia, Jesus passou por Jericó com Seus discípulos.
 Lá, foi ao seu encontro uma grande multidão.
O cego Bartimeu estava sentado junto do caminho, mendigando. E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a gritar: “Jesus, filho de Davi, tenha misericórdia de mim.”
Jesus parou e pediu para chamá-lo. Disseram ao cego:
“Fica alegre! Levante, que Ele está te chamando.” E ele, jogando fora a sua capa, levantou-se e foi falar com Jesus, que lhe perguntou: “Que queres que eu te faça?” O cego lhe disse: “Mestre, que eu veja.” E Jesus lhe disse: “Vai, a tua fé te salvou.” No mesmo instante, Bartimeu enxergou e foi seguindo a Jesus pelo caminho.

Com essa história aprendemos que se tivermos fé, Jesus pode fazer milagres em nossa vida.


Atividades para segunda semana de setembro
TEMA - JESUS ESCOLHE SEUS DISCÍPULOS


O objetivo deste tema é:
   - ensinar o que é um apóstolo  e seu trabalho.
   - mostrar como eles deixaram tudo para seguir Jesus.
   - mostrar que Jesus nos chama à segui-Lo também.




  Explorando a Bíblia:

   "Um dia Jesus resolveu ir para a região da Galiléia. Mas antes disso, procurou
Filipe, e disse:
−  Venha comigo.
E Filipe foi. Ele sabia que Jesus era o Cristo, o Filho de Deus. Queria tanto
seguir a Jesus e servi-lo. Filipe procurou seu amigo Natanael, e falou:
−  Achamos Aquele de quem Moisés e os profetas também escreveram no livro
de Deus. É Jesus de Nazaré.
Natanael perguntou
−  E de Nazaré pode vir alguma coisa boa?
−  Venha e veja – respondeu Filipe.
Quando Jesus viu Natanael chegando disse:
−  Vejam, está aqui um verdadeiro israelita, um homem realmente sincero!
Natanael ficou admirado. Como é que Jesus o conhecia? Jesus falou:
−  Antes de Filipe o chamar eu já tinha visto você sentado debaixo da figueira.
Filipe e Natanael tornaram-se dois dos doze apóstolos.
Um outro dia, Jesus estava na praia do logo de Genesaré e a multidão O apertava
para ouvir suras palavras. Ele viu o Baco de Simão e pediu que ele o afastasse um
pouco da praia. Quando ele acabou de ensinar o povo, disse a Simão:
−  Leve o barco aonde o lago é mais fundo e achará muitos peixes.
Simão falou que eles já pescaram a noite toda e nada, mas obedeceu. Eles
encheram dois barcos com peixes. Simão e os outros ficaram admirados com a
quantidade de peixes que haviam apanhado. Jesus disse a eles:
−  De agora em diante vocês vão ser pescadores de homens.
Simão e André, Tiago e João deixaram tudo e seguiram a Jesus.
Uma outra ocasião, Jesus viu um cobrador de impostos, chamado Mateus. Jesus
lhe disse:
−  Venha comigo.
Então Mateus se levantou, deixando seu trabalho e foi com Ele.
Naquele tempo Jesus passou a noite orando a Deus. Quando amanheceu chamou
seus discípulos e escolheu doze. E deu o nome de apóstolo s a estes doze:
Simão, em quem pôs o nome de Pedro, e seu irmão André; Tiago e João; Filipe e
Bartolomeu; Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu; Simão, que era chamado o
nacionalista; Judas, filho de Tiago; e Judas Iscariótes, que foi o traidor.
Estes homens deixaram tudo e viajaram com Jesus, escutaram seus ensinamentos
e ajudaram-no a contar que Jesus era o Cristo – o Salvador prometido"


Pontos importantes desta catequese:
   - Jesus vivia sempre no meio das pessoas. O povo gostava muito de ouvir  Jesus falar. Ele ensinava o bem. Cada dia aumentava o número de pessoas para ouví-lo.
   - Chamava a atenção dos que estavam errados. Perdoava os pecadores que se arrependiam. Curava os doentes. Enfim, ensinava como as pessoas deviam viver para ter uma vida melhor, mais feliz.
   - Jesus desejava que sua missão nunca parasse. Por isso, Ele formou um grupo de pessoas para continuar o seu trabalho. Convidou pessoas para fazer parte de seu grupo. Muitas não aceitaram o convite de jesus.
   - Doze homens (Os Apóstolos) disseram "sim" e foi formado o "grupo dos apóstolos". Eles foram os colaboradores de Jesus.
    
   Este grupo forma uma comunidade. Um era cobrador de impostos, outros pescadores, outros tinham outras profissões. Cada um tinha a sua maneira de pensar. O que os unia era a grande admiração por Jesus.
   Jesus confiava no grupo e era amigo de cada um.
   Jesus quis que os apóstolos vivessem em sua companhia para ter com eles constantes diálogos. Eles conversavam muito. jesus aproveitava todos os momentos para os ensinar: caminhando, rindo, comendo, chorando com eles, e em todos os acontecimentos da vida, Jesus  falava sobre o Reino de Deus.
   Jesus os ensinava como amigo e não os considerava "alunos". Aos poucos os apóstolos foram entendendo o que Jesus queria. Ele queria o bem do povo, queria que houvesse justiça, perdão, fraternidade. Jesus mostrou que somente esse programa poderia transformar o mundo.
   "Apóstolos" quer dizer "Enviados". Foram enviados por Jesus a diversos lugares para evangelizar.
   Os apóstolos formaram o primeiro grupo de cristãos para continuar a missão de Jesus.
   Hoje, Jesus continua chamando os seus colaboradores, os seus "apóstolos". Chama pessoas para a missão de evangelizar. Todos nós, pelo batismo, também somos chamados.


Vejamos um pouco quem foram estes homens:

1. SIMÃO PEDRO - Nasceu em Betsaida, mas residia em Cafarnaum, na Galiléia; Era pescador de profissão;Foi o primeiro líder da igreja cristã. Escreveu as epístolas que levam seu nome; Tinha pouco estudo, impulsivo, amoroso, tímido, explosivo e entendia com dificuldade os ensinamentos; Morreu em Roma, crucificado de cabeça para baixo;
2. ANDRÉ - Também era de Betsaida; Era sócio de seu irmão Pedro na indústria da pesca;Foi um homem zeloso, sincero e dedicado em sua tarefa de apóstolo;Foi quem apresentou Pedro à Jesus. Um dos primeiros discípulos e também o primeiro missionário no estrangeiro; Morreu martirizado na Acássia, onde pregou. Foi crucificado em uma cruz em forma de “X’’.
3. TIAGO - Era de Betsaida, onde trabalhava com a pesca; Tinha personalidade forte e ambiciosa; Foi um dos mais íntimos discípulos de Jesus. Pregou na Judéia; Tornou-se o primeiro mártir entre os apóstolos, morrendo pela espada de Herodes Agripa I.
4. JOÃO - Também era de Betsaida e trabalhava com seu irmão Pedro na pesca; A princípio era de espírito exaltado e indisciplinado; Fazia parte, também do rol dos discípulos mais chegados ao Mestre. Trabalhou pregando em Jerusalém. Escreveu o evangelho e as epístolas que levam seu nome, e também o Apocalipse. Terminou seu ministério em Éfeso e Ásia Menor; Morreu de morte natural, provavelmente com 100 anos de idade, o único que não foi martirizado.
5. FELIPE - Nascido em Betsaida, provavelmente exercia a profissão de pescador; Possuía uma personalidade tímida e inicialmente um pouco incrédulo; Teve um brilhante ministério na Ásia Menor, trabalhou também na Frigia; Foi sepultado em Hierápolis, desconhece-se, porém, o motivo de sua morte, provavelmente foi um mártir.
6. BARTOLOMEU - Era de Caná da Galiléia, sua profissão é desconhecida; Foi uma pessoa em quem não se via dolo, fraude, era honesto (Jo 1:47); Acredita-se que tenha trabalhado na Índia e na Grande Armênia;De acordo com o martirológio romano, ele foi esfolado vivo pelos Bárbaros e recebeu o golpe de misericórdia através da decapitação.
7. TOMÉ - Originário da Galiléia, onde era pescador por profissão; Foi uma pessoa determinada, mas no momento propício não creu na ressurreição de Jesus; Trabalhou pregando o evangelho na Síria, na Pártia, na Pérsia e na Índia; Sobre sua morte há duas versões, uma diz que foi traspassado por uma flecha enquanto orava, e a outra, é de que foi torturado próximo a Madras.
8. MATEUS - Era de Cafarnaum, onde trabalhava como cobrador de impostos (publicano). Podemos observar sua humildade quando seu nome aparece na lista dos Apóstolos após Tomé (Mt 10:3), em outras listas aparece antes de Tomé. O fato de ter abandonado a sua profissão que apesar de ser mui desprezada, também, demonstrava sua humildade. Recebeu poderes apostólicos de milagres e sinais. Esteve no cenáculo em Jerusalém (At 1:13 e 14) após a ascensão de Jesus ao céu. Escreveu o evangelho que leva o seu nome. Ao que se presume trabalhou em prol do evangelho na Judéia, no Egito, na Etiópia e na Pártia. A igreja ocidental o alista entre os mártires.
9. TIAGO, de Alfeu - Originário da Galiléia, sua profissão é desconhecida; Era o mais jovens dos apóstolos; Escreveu a epístolas que leva o seu nome, pregou na Palestina e no Egito;Há duas versões sobre sua morte, uma é que os judeus o expulsaram do templo e o apedrejaram, morrendo por fim através de um golpe de paulada; a segunda hipótese é de que foi crucificado no Egito.
10. JUDAS, o Tadeu - Nascido na Galiléia, a sua profissão também é desconhecida; Era bastante temeroso e um pouco incrédulo; Escreveu a epístola que leva o seu nome, pregou em Edessa na Síria, na Arábia e na Mesopotâmia; Morreu martirizado na Pérsia.
11. SIMÃO, o Zelote - Originário da Galiléia, a sua profissão está também entre as desconhecidas; Era uma pessoa zelosa e cuidadosa em sua vida e ministério; Pregou o evangelho na Pérsia; Morreu crucificado.
12. JUDAS ISCARIOTES - Nasceu na Judéia, provavelmente em Queriote-Hesrom; Sua profissão é desconhecida, mas é provável que tivesse uma formação administrativa, que fez com que exercesse o cargo de tesoureiro do grupo; Era egoísta, ambicioso e possuía um espírito egocêntrico; Suicidou-se após ter traído Jesus.
Com o suicídio de Judas, foi escolhido através da sorte o discípulo Matias para ocupar a vaga de apóstolo deixado por Judas. A história, porém, nos mostra que um outro homem foi escolhido por Deus para ser o apóstolo dos gentios. Seu nome era Saulo, da cidade de Tarso.


Paulo se chamava também Saulo (At.13.9), nome hebraico derivado de "Saul", que significa "pedido". Nasceu em Tarso, na Cilícia, no ano 1 d.C. (At.21.39). Era judeu por descendência e romano devido ao status de sua cidade natal no Império (At.16.37; 22.25-30). Paulo era seu nome romano, derivado do latim "Paulus", que significa "pequeno" (At.13.9).
A conversão de Saulo se deu por volta dos anos 33 ou 34 d.C.. Converteu-se sem a pregação do evangelho por parte de outro homem (Gál.1.11-12). Afinal, quem pregaria para Saulo? O próprio Ananias ficou temeroso quando Deus lhe enviou a orar por aquele que era conhecido como o grande perseguidor da igreja (At.9.13). Uma conversão sem pregação constitui-se exceção. O normal é que alguém pregue o evangelho para que outros se convertam (Rm.10.14).

REGRINHA PARA MEMORIZAR O NOME DOS DISCÍPULOS DE JESUS


  PEJO


TITI

ANFI

TOBA

MASI

JUJU

PEJO
PEDRO E JOÃO
TITI
TIAGO MENOR E TIAGO MAIOR
ANFI
ANDRÉ E FILIPE
TOBA
TOMÉ E BARTOLOMEU
MASI
MATEUS E SIMÃO
JUJU
JUDAS TADEU E JUDAS ESCARIOTES


SETEMBRO É O MÊS DA BÍBLIA



Nesse mês os cristãos procuram ler e entender melhor o livro da Palavra de Deus .  
A Bíblia é uma longa carta que Deus envia a seus filhos bem-amados. ELA é a PALAVRA DE DEUS. Ela fala de Deus e dos homens e nos mostra o caminho da Salvação.
A BÍBLIA é uma carta que Deus escreveu para nós com muito, muito amor. Nela encontramos muitos recados ou mensagens que Deus nos manda.
Com a Bíblia, aprendemos a amar a Deus em Si mesmo e em todos os nossos irmãos.
A Bíblia não é apenas um livro, mas uma coleção de livros. O autor principal da Bíblia é Deus, mas ELE respeitou a maneira de expressar de cada autor.
A Bíblia divide-se em duas partes.

1ª Parte: ANTIGO TESTAMENTO
São 46 livros que contam a caminhada do Povo de Deus. Foram escritos antes do nascimento de Jesus.
No Antigo Testamento está escrito sobre a criação do mundo: como foram criados a terra, o mar, os animais e os seres humanos. Mostra o amor de Deus por tudo que Ele criou e, em especial por nós, pessoas humanas. Há também a história de um casal, Abraão e sua mulher Sara. Abraão é chamado o patriarca do povo de Deus, pois todos nós, que fazemos parte dessa imensa família do Povo de Deus, somos descendentes de Abraão e Sara. No Antigo Testamento estão também, a história de outras pessoas muito importantes, como Moisés, que foi escolhido por Deus para libertar o povo que estava escravo no Egito. Há, ainda, a história dos profetas, homens que eram usados por Deus para mostrar as pessoas, as coisas certas e erradas que elas faziam. Dentre esses profetas está Isaías que escreveu o nascimento de Jesus, muitos anos antes dele nascer.


2ª Parte: NOVO TESTAMENTO
O Novo Testamento conta a história mais importante de todos os tempos: a Vida de Jesus. São 27 livros. Quatro livros nos falam da vida de Jesus; de seus ensinamentos e milagres. Falam também de sua morte e de sua ressurreição: são os evangelhos que foram escritos por Mateus, Marcos, Lucas e João. Evangelho significa Boa Nova ou Boa Notícia da Salvação. É a Boa Notícia trazida por Jesus Cristo de que Deus é nosso Pai e nos ama. Contam ainda a vida das primeiras comunidades cristãs e os ensinamentos de Paulo Apóstolo e de outros apóstolos. Foram escritos depois do nascimento de Jesus.

Cada livro da Bíblia é dividido em capítulos e cada capítulo, em versículos.
Leia sempre, com muito respeito, a PALAVRA DE DEUS.

Fonte: ninosdacatequese.blogspot.com


BÍBLIA: MENSAGENS


Fonte: ninosdacatequese.blogspot.com

ATIVIDADES SOBRE A BÍBLIA




Fonte: ninosdacatequese.blogspot.com

BÍBLIA: ORAÇÃO


BÍBLIA PARA COLORIR

Fonte: ninosdacatequese.blogspot.com.br







Fonte: catequistaandrea.blogspot.com.br



Fonte: rcccriancauberlandia.blogspot.com

sábado, 1 de setembro de 2012

DIA DO CATEQUISTA: MISSA EM AÇÃO DE GRAÇAS



Dia 26 de agosto deste ano foi comemorado o Dia do Catequista. A missa em ação de graças foi celebrada às 9h30.


PARABÉNS! CATEQUISTAS!!!!